O amor que sinto De etéreo e denso em sua substância, o amor que sinto sai do plano imaterial para se fazer sensível. Em uma alquimia inexplicável, o amor que sinto se expande em algo tão grande que não cabe em mim, fazendo de mim um recipiente que transborda em poesia. O amor que sinto, me faz […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Relativizando a dor alheia   Dor Apresentada em suas muitas formas, somos capazes de suportá-la de várias formas e de acordo com suas fontes: físicas, espirituais… Quando a dor é alheia, o costume de relativizá-las de acordo com nossa proximidade de quem sofre.   Nossa dor  É sempre mais intensa que a dos outros, e buscar se […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Uma eterna gratidão! Rochas basilares de fundação Sobre as quais se estabelece Pilares de grande amizade Sustentáculos inabaláveis da edificação.   Estrutura exímia erguida em riste Que se apoia firme na lealdade Elemento assim tão necessário Que sem ele nenhuma amizade existe.   Quem tem, destarte, um irmão No coração mantém um lugar De convívio em sábia […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

A realidade é formada pela nossa percepção daquilo que vemos e sentimos. Nossos sentimentos valorizam a forma com o mundo se constrói ao nosso redor. Colecionamos fragmentos de imagens e caleidoscópio de sentimentos que reunidos adequadamente em nossas mentes, se transformam em inteligência emocional. Recorremos à nossa inteligência emocional todas vez que nos deparamos com situações já […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Todos cansamos. Ao ponto de chegar um determinado dia no qual nos questionamos sobre nossa insistência em mudar um mundo, cujos poderosos insistem em manter igual, pois da forma que ele é lhes traz lucros, status, mais poder e a garantia de que seus estilos de vida confortáveis e glamourosos não cessará. Todos cansamos. De tal forma […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

o amor equilibrado Sob o olhar passional e o viver efêmero, existe um sentimento possuidor que se confunde com o amor, sua passagem arrebata, sufoca em descontrole, consume o ser em uma vontade que escraviza aqueles que o sentem. Em seu desequilíbrio, não há amor. Amor requer doação e não posse, demanda entrega e não cobrança, harmoniza […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

O AMOR EM SEU TEMPO II Se existisse um tempo certo para amar, o verdadeiro amor viveria em uma constante dessincronização Tão longe de encontrar-se em tempo certo, mas sempre tão perto do viver em constante satisfação Ah, se amar fosse temporal, sazonal seria sua duração, limitado seriam seus efeitos e resultados Amar, verbo infinitivo, existe sempre, […]

 

Comentários (1)Leia mais...

 

O amor em seu tempo Hoje eu só queria tua boca beijar Adormecer cativo ao teu lado Te tocar nas brumas dos sonhos Entrelaçar meu ser no teu ser E demorar muito para acordar. Amor sensível Quando falar de amor Não confundir com desejo E saciar vontades temporárias Mesclar de sonhos, lampejos Vislumbrar emoções imaginárias Falar assim […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Na imensidão das saudades…   Amor e Liberdade: combinação perfeita! O amor verdadeiro, transcende filosofias, aproxima as pessoas pela essência de seus valores. Liberta em múltiplas dimensões de sentimentos. Paira livre na órbita de tua existência, cuja gravidade gera a atração necessária para eu não me perder para sempre no infinito cósmico da minha saudade.  Ausência Tua ausência é […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

1.450 VÍTIMAS NO MAPA NORTE-RIO-GRANDENSE EM 2014 Um estudo em imagens ruidosas  Por Ivenio Hermes O Alarde da Paz Sempre que penso na paz, minha mente voa em revoada barulhenta, por que não? Afinal é a paz, não é dor não! Não a quero muda, recatada, e a quero sendo gritada, que seja festejada, celebrada, homenageada em […]

 

Comentários (1)Leia mais...