ago14

Por Ivenio Hermes

Fugindo completamente de qualquer indicação de preferência político-partidária, entendo que a morte de Eduardo Campos foi uma tragédia além de certas demagogias que agora levantam a bandeira de que votariam nele, ou seja, a velha prática do “pos mortem sanctificati“, que torna santo todos que morrem.

13 frases de Campos (0b)

A morte do político e candidato a presidente afeta a conjuntura política nacional, retirando da disputa alguém que valorizava a segurança pública, mesmo que eu e você não concordemos na totalidade de suas ações, mas é necessário reconhecer que veio dele e da mente do sociólogo José Luiz Ratton, umas das poucas ações com efetivo freio e redução da violência homicida e da criminalidade nesse país.

Em nosso país onde ideias novas são rejeitadas objetivando manter velhas práticas já reconhecidamente falíveis, onde pesquisadores, estudiosos e especialistas em segurança pública são antagonizados por estamparem verdades e além disso, sofrem com a falta de incentivo para implementarem suas pesquisas e trabalhos, gastando seus próprios recursos para participar de eventos e outras atividades, talvez o simples fato de Eduardo Campos estar concorrendo já criasse nos outros candidatos uma abertura maior e concreta ao diálogo sobre soluções em segurança pública.

Talvez com ele tenham partido “para sempre”, algumas ideias que somente quem o conheceu e conviveu com ele consiga um dia resgatar.

13 frases de Campos (7)Lamento a perda da vida, dos sonhos, dos projetos que não serão apresentados, e tudo que se deixou de lucrar da participação de Eduardo Campos no processo democrático da disputa pela Presidência da República.

Com tantos morrendo diariamente, eu calo agora meus argumentos compartilhando uma frase pronunciada por Eduardo Campos, uma das 13 frases emblemáticas que a Revista Exame usou para definir quem ele foi, 13 pensamentos alusivos ao dia 13 de agosto, dia em que ele faleceu em um triste acidente aéreo.

O restante das frases estão em “13 frases emblemáticas que definem quem foi Eduardo Campos”, disponíveis em: http://abr.ai/1ptekyD

_______________

SOBRE O AUTOR:

Ivenio Hermes é especialista em políticas e gestão em segurança pública e escritor ganhador do prêmio literário Tancredo Neves; colaborador e associado pleno do Fórum Brasileiro de Segurança Pública; consultor de segurança pública da OAB/RN Mossoró; pesquisador da violência homicida no Rio Grande do Norte para o COEDHUCI/RN, e publica artigos com ênfase na área de criminologia, direitos humanos, direito e ensino policial.

_______________

DIREITOS AUTORAIS E REGRAS PARA REFERÊNCIAS:

É autorizada a reprodução do texto e das informações em todo ou em parte desde que respeitado o devido crédito ao(s) autor(es).

HERMES, Ivenio. Eduardo Campos: Morte de um Possível Futuro. (2014) Disponível em: < http://j.mp/1lWpnM3 >. Publicado em: 13 ago. 2014.

 

 

No Comments

There aren't any comments yet. Be the first!

 
 

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>