O OBVIO – Observatório da Violência Letal Intencional do RN: Nova atualização de CVLIs, no período compreendido entre 1 de janeiro a 13 de agosto de 2017 comparado ao mesmo período dos anos de 2015 e 2016.

O RN contabiliza mais um fim de semana violento. No cômputo geral, até o fim da noite de ontem (1306/08/2017) foram 1518 CVLIs no RN. Os dados apontam para um aumento de 25,6% em relação a 2016. Os dados absolutos demonstram 312 mortes violentas a mais que no ano passado no mesmo período. Em 2016, até o mesmo período, foram 1206 CVLIs, contra 982 em 2015 e 1124 em 2014.

Quanto ao gênero, as vítimas de CVLIs deste FDS no RN, 256 (96%) foram homens e 1 (4%) foi mulher.

Nos locais onde ocorreram os CVLIs neste último final de semana, tivemos: 13 casos em plena via pública (50% do total); 5 em hospitais e/ou prontos socorros (19% do total); 4 dentro ou na frente da residência da vítima (15% do total); 2 em equipamentos púbicos (8% do total), 1 em feiras livres e mercados (4%); e 1 em povoados e sítios (4% do total).

A dinâmica da violência elenca fatores que têm levado a concentração de CVLI no Leste Potiguar já foram amplamente divulgados por este Observatório em diversos relatórios, que desta feita foi responsável por 62% dos homicídios do final de semana (16 do total), seguida pela região Oeste Potiguar com 5 CVLIs (19% do total); depois vem a Região Agreste também com 2 CVLIs (15% do total), e finalmente a Região Central Potiguar que registrou 1 CVLIs ou 4% do total.

A Região Metropolitana de Natal concentrou 50% das ocorrências (13 CVLIs do total), da mesma forma como o Interior do estado com 50% (13 do total). A tendência de migração criminal devido à concentração de esforços na capital dá mostras de sua veracidade: além de Natal com registro de 4 CVLIs, a RMN segue com 4 CVLIs em Ceará-Mirim, 3 em Maxaranguape e; Macaíba com 2 CVLIs em cada. No interior aconteceram 2 em Canguaretama, e, com um CVLI em cada, os seguintes municípios: Canguaretama, Acari, Areia Branca, Assu, Boa Saúde, Bom Jesus, Brejinho, Ipanguaçu, Montanhas, Mossoró, Nova Cruz e Umarizal.

O final de semana começou com 7 CVLIs, aumentando no sábado para 9 CVLIs e por fim, terminou com no domingo com 101 ocorrências em cada (40% do total em cada dia).

Quanto aos horários (períodos) em que ocorreram os CVLIs neste FDS, o horário da noite foi o de maior concentração, com 8 CVLIs (30% do total), seguido de perto da tarde com 7 CVLIs (27% do total), depois veio a madrugada com 6 CVLIs (23% do total) e finalmente a manhã com 5 CVLIs (19% do total).

Quanto aos instrumentos letais utilizados para a execução dos CVLIs neste último FDS de julho, o uso de arma de fogo mantém a predominância com 962% dos casos (25 do total), seguido da arma branca com 1 ocorrência (4% em cada).

Feminicídios e Feminicídios

O Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (OBVIO), assim como vem divulgando os dados quantitativos sobre a violência homicida no RN em geral, as chamadas Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLIs), traz também os dados específicos relativos ao “feminicídio”, ou seja, as mortes violentas e homicídios ocorridos com mulheres (como elemento motivador o fato de serem mulheres e mortes de mulheres em geral).

Até domingo (13/08/2017) foram 89 femicídios no ano de 2017 no RN (aumento de 53% em relação a 2016), 58 em 2016 e 65 em 2015 no comparativo com o mesmo período. Quanto aos “feminicídios“, foram 27 em 2017, contra 19 em 2016 e 11 em 2015, também no comparativo do mesmo período.

NOTA:

Reiteramos que o OBVIO utiliza a sigla CVLI referindo-se às Condutas Violentas Letais Intencionais que reúnem todo espectro da ação humana que visa a atingir fisicamente a outro, produzindo morte como resultado final imediato ou posterior em decorrência da natureza do ferimento causado, em virtude de ação e/ou omissão. O conceito adotado pelo Observatório se adapta à legislação sem prejulgar ninguém, muito menos causar prejuízo na aferição dos números da violência letal intencional, sendo incluídos todos os crimes e condutas análogas que tenham sido cometidas sob esse entendimento.

OBSERVATÓRIO DA VIOLÊNCIA LETAL INTENCIONAL DO RN


Editorial do 13º Boletim Mensal OBVIO Diagnósticos científicos Chegamos ao 13º Boletim Mensal OBVIO, publicação do OBVIO – Observatório da Violência do Rio Grande do Norte, Grupo de Pesquisa da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), cadastrado no CNPQ, com um Laboratório de Pesquisa formado por alunos de várias instituições de nível superior como a Universidade Potiguar […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

O OBVIO – Observatório da Violência Letal Intencional do RN: Nova atualização de CVLIs, no período compreendido entre 1 de janeiro a 6 de agosto de 2017 comparado ao mesmo período dos anos de 2015 e 2016. O RN contabiliza mais um fim de semana violento. No cômputo geral, até o fim da noite de ontem (06/08/2017) foram […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

O OBVIO – Observatório da Violência Letal Intencional do RN: Nova atualização de CVLIs, no período compreendido entre 1 de janeiro a 30 de julho de 2017 comparado ao mesmo período dos anos de 2015 e 2016. O RN contabiliza mais um fim de semana violento. No cômputo geral, até o fim da noite de ontem (30/07/2017) […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Editorial do 12º Boletim Mensal OBVIO Sobre reduções, desacelerações e caminhos certos. Em toda a sociedade onde se processa uma banalização da violência pela ausência do estado e de políticas públicas orientadas para a redução das desigualdades sociais e para um policiamento eficaz, os índices de homicídios tendem a aumentar vertiginosamente. No Rio Grande do Norte a […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

A morte de operadores de segurança pública está cada vez mais presente no cotidiano da insegurança do Rio Grande do Norte, e se nossos guardiões estão sendo vitimados, o que se pode esperar da situação da sociedade como um todo? Quando falamos que a violência retroalimenta mais violência, ouvidos incautos duvidam e apregoam a banalização da morte […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Manifesto #RNdePaz O Estado do Rio Grande do Norte chegou ao mais alto índice de letalidade de sua história. Em 2017 já ocorreram mais de 1.115 homicídios em menos de seis meses. Diante deste quadro, o movimento #RNdePaz vem a público apresentar o seguinte manifesto: Considerando: – Que a magnitude do problema exige um amplo esforço da […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Gratidão a Deus por abençoar nosso esforço pela paz, pela presença da imprensa que se dispôs a divulgar, pelos amigos de fé, dos parentes das vítimas que trouxeram a manifestação de suas dores, enfim, pelas centenas de pessoas que saíram do conforto das redes sociais e estiveram no evento. As cruzes simbolizaram as 1.115 vidas perdidas em […]

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Em nossa fala no lançamento do #RNdePaz hoje em Ponta Negra, invocamos em humilde oração, a presença do Autor da Paz, Deus Altíssimo, Grande Arquiteto do Universo para presidir e conduzir nosso esforço pela paz. “Felizes as pessoas que trabalham pela paz, pois Deus as tratará como seus filhos”. Mateus 5:9 NTLH

 

Comentários (0)Leia mais...

 

Um manifesto pela paz! O evento simbólico ocorrerá no próximo dia 15 de junho (feriado), numa iniciativa das ONGs Alefe, Nativa, PaisBrasil e JWBrasil, e com o apoio da OPEN (Ordem de Pastores de Natal) e do OBVIO (Observatório da Violência Letal Intencional no Rio Grande do Norte), como forma de protesto pacífico contra violência em curso […]

 

Comentários (0)Leia mais...